22 de mar de 2007

TATUAGEM
© Gena Maria

Meu amor escrevo hoje mais uma vez,
para te falar do grande amor que ainda sinto!
É uma dor que consome, que tira minha paz.
Tu fugiste de mim, mas sei que me amas.
Como eu, sofres também... Então por que meu bem?
Um amor precisa de carinhos, abraços e beijos.
Se ficarmos assim tão longe,
ele não vai resistir a tanta saudade e solidão.
Fecho os olhos e te vejo, acordo e tu não estás...
Assim vou sofrendo longe de ti.
Ficaram as lembranças:
olho a tua foto, nela tu sorris, iludo-me e até retribuo...
Mas a realidade volta e sinto o quanto estou só!
A minha única companheira, é a saudade
que teima em ficar aqui a maltratar,
trazendo todos os momentos bons que vivemos juntos!
Ela não sabe que sem ti eu não vou sobreviver.
Ela teima em ficar, como uma tatuagem
que não sei como tirar, ela está cravada em mim querido!
Escrevo-te porque estás tão longe...
mas te sinto perto, muito perto:
Em minha pele, em meus sonhos, em minha realidade!!!
Volta, eu te peço...
esquece tudo e vem comigo ficar,
antes que eu morra de tanto te amar!
Tua sempre eterna namorada,
tatuada pela saudade!

Marília - SP

Um comentário:

Anônimo disse...

GENA SEMPRE QUE VENHO AQUI FICO LENDO E RELENDO SEUS POEMA E NÃO ME CANSO...ADORO SEU JEITO E POETAR!
BJS DO SEU AMIGO J.ROBERTTO.