31 de mar de 2007

MEU ÚLTIMO POEMA...


FELIZ POR AMAR...
Gena Maria

Há muito não me sentia assim...
A esperança adolescente voltou em mim!
Vejo em você a simplicidade de uma flor
que muitas vezes, nasce e morre sem que
muitos a tivessem notado!
Estou amando você,
com o ímpeto imprevisível de uma adolescente...
De um pássaro que voa ao infinito
deixando no espaço a sua marca!
Como a fúria da natureza durante mais uma tempestade
Como o solo árido, seco ao receber gotículas
de chuva na chegada de mais um verão...
Estou amando você ,com a mesma intensidade dos ventos
de um tornado inesperado ao anoitecer...
Como o cheiro da relva numa madrugada de outono...
E quero amar assim até os ultimo dos meus dias...
Com a mesma intensidade das águas doces
ansiosas a procura do mar para desaguar...
Quero te amar sempre mais...
Como as descidas das águas da cachoeira
estonteante que nasce de uma montanha...
Com a mesma transparência de suas
cristalinas águas jorrando de encontro
ao rio que vive como se as aguardasse
Quero amar você como se
fosse o único homem que conheci...
Pois ao te-lo em meus braços
senti um amor como da primeira vez
Quero ama-lo e esquecer de tudo e de todos...
Como num êxtase vertiginoso de uma alma
que um dia, caída de amor, dentro de um estático silêncio
pensou nunca mais amar alguém!
Agora o amo como a relva da manhã...
Como uma tarde ensolarada e como uma noite de luar,
num céu todo iluminado pelas estrelas!
Quero ama-lo sempre assim...
Com o mesmo ímpeto de viver
e o mesmo receio de morrer!

Marília - 31/03/07

Nenhum comentário: