31 de mai de 2007

OS " QUIS" DA MINHA VIDA

QUIS
GENA MARIA

Quis a vida que eu te conhecesse
Quis o amor que eu te amasse
Quis a paixão que eu me apaixonasse
Quis a distância que eu me afastasse
Quis a saudade que eu voltasse
Quis o destino que o reencontrasse
Quis o amor que eu ficasse
Quis a paixão que o beijasse
Quis o destino que não mais me afastasse
Quis a alegria que me entusiasmasse
Quis a ironia que você me esquecesse
Quis o adeus que você me deixasse
Quis a tristeza que eu sofresse
Quis a vida que você a outra amasse
Quis a palavra que eu calasse
Quis o adeus que eu partisse
Quis a lágrima que eu chorasse
E quis meu coração
Que eu jamais de te amar deixasse
E eternamente que em minha face
Esta lágrima ficasse

Marília-31/05/07

25 de mai de 2007

ENTRE MEUS ERROS E ACERTOS

ERROS E ACERTOS
Gena Maria
Entre meus erros e acertos está você
Errei ao me entregar por completo a este sentimento
Errei por não esperar nada em troca...
Nenhum amor é assim, tudo é uma troca
Troca de carinhos, de amor, de beijos, de abraços...
Confidências, cumplicidades, compreensão e doação
Assim pensei que fosse o amar, o se entregar, o se apaixonar
Mas, você me mostrou o contrário do que eu sonhei
E, de tudo que pensei que fosse o amor!
Amei sozinha, sonhei com um mundo feito de amor
De doação, de carinho e atenção
Mesmo assim eu digo
Você foi tudo que eu sonhei pra mim
Foi também a maior mentira que eu acreditei
E hoje, você vive em minha lembrança
como um amor que viveu apenas em meus sonhos e fantasias
Mas também foi , como disse o nosso Rei
O maior dos meus erros e a mentira mais sincera que me aconteceu...
E por isso decidi não mais me lembrar de você
E tentar ser feliz outra vez!

Marília 24/04/07SP


midi: Outra Vez - Roberto Carlos

TEMPOS DA BRILHANTINA

SONHANDO ACORDADA
Gena Maria

Ouço a musica e sonho com você ao meu lado
bailando sem cansar, rodopiando alegre e feliz!
Sim sonho, porque hoje este rodopiar não passa
de uma saudade dos nossos tempos de adolescentes...
Quando éramos tão felizes e não sabíamos,
pois,bastava muito pouco para nos sentir assim e
depois de muitos anos passados é que fomos saber disso!
Não precisávamos das bebidas para
"fazer a cabeça", como dizem hoje...
Só de musicas, flertes em discretos olhares,
desviando sempre, quando éramos pegos!
Que maravilhosa sensação
quando aquele lindo garoto se aproximava
para um tímido convite a dançar...
Que saudade desta época,
destes tempos que nossos pais
tinham tanto medo por nós,
pois eles viveram numa época muito mais linda ainda...
Onde a mulher para ser sensual não precisava
se maquiar e muito menos se insinuar aos rapazes e eram lindas!
Hoje, sabemos o que realmente é sentir este medo,
pois nossos jovens saem e não sabemos se voltam...
Musica, linda musica, nunca deixe que eu pare de sonhar
e relembrar dos meus velhos tempos de criança
como disse Ataulfo Alves e,
de adolescente bailando ao som deste grandioso Ray Connif!
Marília SP

O PEDIDO DA POETA SORRISO

FALANDO AO CORAÇÃO
Gena Maria

Numa noite bem triste
Me vi poetando na escuridão
Não senti o avançado da hora
E falei muito ao meu coração

Esqueça, não sofra mais em vão
Você não o encontrará nesta solidão!
Saia a sua procura, chame por ele
Grite com toda a sua força e pulse...
Batendo sem parar...
Tenho certeza de que ele
Vai ouvir e voltar!

Escrevi às estrelas, implorando...
Que brilhassem mais um pouco...
Insisti que clareassem seu pensamento
Mostrando que estou aqui esperando
Que você volte e não saia mais de mim

Pedi a lua, que iluminasse você
Para que enxergasse os meus passos...
Pedi ao sol no amanhecer
Que esquentasse seu coração
e o encaminhasse pra mim

Pedi a chuva que molhasse seu coração
Quem sabe assim o amolecesse pra mim

Pedi ao vento que o fosse buscar
e apressasse sua chegada....

Pedi ao frio que o fizesse
sentir saudades do meu calor

E pedi aos pássaros que o encantassem
Com seu canto...

Pedi sem me cansar e gritei bem alto
para que você ouvisse
E voltasse de vez para os meus braços!
Para que eu possa abraç-lo e segurar forte
E nunca mais me deixar!

Marília - 06/10/06
SP

POETA SORRISO PROCURA...

AMOR MAIOR
Gena Maria

Sempre procuro aquele cantinho
Onde quero ficar só...
Só comigo mesma para avaliar...
O amor que você disse sentir por mim!
Parecia tão verdadeiro e era tão pequeno!
Todas as promessas não passaram de quimeras
E eu muito tola confiei...
Pensei ser amada, mas não era!
Você foi fútil, deselegante e egoísta!
Hoje, estou a procura de um amor maior!
Um amor de corpo inteiro...
Onde me procuro em você e me encontro...
Onde te procuras em mim e se encontra...
Quero este amor encontrar
Nem que tenha que viver a procurar
Mesmo assim, não desisto de encontrar
E saberei quando você chegar
Que é você que eu estava a procurar....
Sei que será assim...
Quando eu te encontrar !

Marília - 23/05/07SP

POETA SORRISO MUITO FELIZ!

CREIO EM SEU AMOR
Gena Maria

Hoje sei, que posso acreditar em seu amor
Hoje sinto, que realmente sou amada!
Ontem, ainda incrédula, duvidei!
Você chegou de mansinho....
E como quem não quer nada
Ganhou o meu carinho...
Um carinho sincero e verdadeiro!
Que aos poucos foi tomando conta de mim
Do meu coração, de tudo enfim!
Creio no seu amor...
E sinto nele algo puro e verdadeiro!
Muitas, eu sei,
gostariam de estar em meu lugar...
Pois, é um homem puro e verdadeiro...
Como poucos, consegue amar!
E de uma forma intensa e verdadeira!
Sempre tive medo de dizer:
Eu te amo!
Medo, de me entregar e sofrer!
Hoje não tenho mais e repito:
Acredite rapaz no que digo
Eu te amo pra valer!

Marília,23/05/07SP

21 de mai de 2007

UM POEMA PARA OS AMARGURADOS

CHORO SEMPRE....
Gena Maria

Choro hoje, chorei ontem
e continuarei a chorar...
Por você, pelo nosso amor se acabar
Tem coisas que marcam a nossa vida...
Esta musica e você
marcaram pra sempre em mim!
Choro, pela juventude perdida....
Choro, pelo amor perdido
Choro, pela saudade que sinto de tudo
De nossos beijos, nossos encontros
E o nosso amor
Que era tão lindo!
Choro, por ter perdido você
Quando mais precisei
Choro, pelo vazio que ficou minha vida
E choro por saber
Que o perdi pra sempre!
Choro, por não saber o por quê
Nada é pior que isso!
Choro, por não ter feito você feliz como queria
Choro, por não saber onde eu errei
E principalmente
Por não saber onde eu acertei!
Ouvindo esta musica penso em nós
Penso em você comigo
Tão apaixonado!
E choro, cada vez mais inconformada
Por ter perdido você
De uma forma tão inesperada!
Tenho que matar este amor em mim
Antes que ele me mate!

Marília 18/05/07SP

poema inspirado na musica Chora Peito
Cristian e Rhalf

QUEM NÃO SENTE SAUDADES?

SAUDADES
Gena Maria

Saudades de momentos especiais...
Saudades daquela pessoa especial
que muito representou em nossa vida!
Saudades
De momentos sem iguais...
Isto se chama saudade
Sentindo saudade
mergulhamos num mundo de lembranças doces
De nossos risos espontâneos com amigos
De nossa infância onde fomos tão felizes
Saudade é um sentimento verdadeiro
Talvez o mais verdadeiro que existe
Não conseguimos fingir uma saudade
apenas a sentimos...
E só a sentimos de momentos bons, de felicidade plena
Sentir saudade não é viver no passado
É tornar o nosso presente melhor
Viver na verdade, é fazer com que nossos dias sejam
vividos de tal forma que sintamos saudades dele um dia
É ser autêntico, sincero com os amigos
É ser fiel ao seu amor...
É amar com determinação em todos os momentos
É amar a seus pais, irmãos e amigos
Para que um dia procuremos em nossa lembranças
Tudo de bom que passou e que pode não voltar mais...
Saudade, não tem tradução
Sentir saudade é normalmas, sofrer por ela é uma opção
Que cada um deve fazer...
E muito melhor que sentir uma saudade
É a emoção do reencontro
Daquele sorriso que de tão distante pensou-se ter perdido
E que agora reflete em seu olhar
Como algo muito especial
que não se encontra ausente mais...
Vivamos, matemos as saudades
Revivamos nossas lembranças boas
Que um dia ficarão estocadas na saudade de cada um!

MARÍLIA - 20/05/07SP

12 de mai de 2007

VOCÊ CONTINUA EM MIM...

CHORO POR VOCÊ
Gena Maria

Em minha janela choro
E não consigo me conter
Vejo a minha frente os vidros
Já embaçados pelas minhas lágrimas...
Lágrimas que nem o tempo conseguiu reter
E choro muito sabendo ser inutil, pelas perdas....
Perdas de tudo que mais amei no mundo
Meu pai, minha mãe e você meu amor
Já não existe consôlo, nem esperança
Só a certeza que estas perdas são irrecuperáveis!
Tinha tanta certeza deste amor...
Acreditei que fosse eterno
Que nada nem ninguém iria nos separar
E hoje me vejo a chorar, aqui neste mesmo lugar
Onde você sempre aparecia a me chamar
Com um leve aceno , em poucos minutos
Já se encontrava em meus braços
Nos amávamos muito, sem pensar em nada
Só em nós dois
E a chuva lá fora era testemunha de nosso grande amor
Aqui neste mesmo lugar, você jurou me amar
Por toda a vida, jurou um amor incondicional!
E hoje, olho pela janela e só vejo a chuva e mais nada...
E peço a ela: "Chuva me leva com você de encontro ao rio
que desagua no mar, só assim, quem sabe, iria esquecer e parar de chorar...
e a relembrar daquele intenso amor que pensei, nunca se acabar!"

Marília - 11/05/07

E POR FALAR EM RENÚNCIAS...

NOSSO AMOR
Gena Maria

Quantas lembranças boas vivo a relembrar
Ficar sem você foi minha pior escolha
Você apareceu pra mim como um milagre
E chegou de mansinho como quem não quer nada
E foi ficando, se enraizando em meu coração tão carente
e depois de muito amor, veio esta dor
Ter que renunciar a você, ficar sem você...
Hoje não sou nada nesta vida, sou uma folha outonal jogada ao leu
Indagando sem entender o por quê
Sem aceitar esta reviravolta
Você que foi tudo em minha vida, hoje não passa de lembranças
De momentos lindos vividos a sós ou na multidão
Mas, sempre tão perfeitos momentos os nossos
Mas, tive que renunciar a você
e hoje neste quarto a sós em minha solidão
Descobri que não sou nada
Não passo de alguém que amou...
Amou muito em vão!
E me nego a ser indiferente a isso
Não sei como viver sem você, que eu amo tanto!
Que por um acaso apareceu em minha vida
Para se tornar o meu bem mais precioso
E o meu mal maior...
Que é ficar nesta distância vencida
pelo destino que insistiu em nos separar
Para sempre!

Marília - 11/05/07

4 de mai de 2007

MAIS UM POEMA DE AMOR

OUÇA MOÇO
Gena Maria

Nesta vida temos pouco para viver..
.Eu lhe peço, leve a sério estas minhas palavras
Vivemos uma longa história de amor...
Dessas que poucos na vida conheceram
Fomos divididos pelo nosso destino
Não aproveitamos o que Deus nos deu
E hoje nossas vidas se separam mais uma vez
deixando-nos calados e distantes
Mas, eu não brinco de amar você
apenas amo, sem ter certeza de nada...
Ficou tudo sem sentido, sem destino...
Eu não brinco de amor com você, acredite
Se quiser venha pra mim, mas por inteiro
Que temos muito pouco pra viver...
Eu amo viver, mas sem você não dá moço
Tenha um pouco de pena deste amor
Não deixe ele morrer, vem...
Não deixe este nosso mundo ruir
O amor é lindo quando é a dois
Um só, não faz sentido... Eu não brinco de amor com você
Só chegue, se for para ficar
Esse tempo mostra que temos pouco, muito pouco para viver
Faça alguma coisa pelo nosso amor
Venha moço, eu ainda quero este amor em mim
E sei que você também quer...Vem ficar comigo?

MARÍLIA - SP

MAIS UM POEMA PRA VOCÊ...

NOSSO AMOR
Gena Maria

Ah quanto amor ainda temos para viver!
Amo amar você, meu amor!
Não é por acaso que nos amamos...
Fomos predestinados ao amor!
Quando estou em seus braços
Não sinto o passar das horas
É um amor feito alegria!
Encanta, engrandece, ilumina meus dias, minhas noites...
Nosso amor é um desses amores que o tempo não diminui
aumenta a cada troca de carinhos a cada palavra dita,
as vezes, nem ditas só sentidas num simples olhar
este amor é pura magia
em cada amanhecer, ou anoitecer!
Como amo você!
Vejo esse amor em cada pedaço do do nosso chão...
em cada verso que componho
em cada declaração de amor que ouço todo dia!
Amo, seu jeitinho meigo de me olhar e dizer
você é meu tudo e meu nada...
É o ar que respiro, o alimento
que preciso para viver
e seria o meu padecer
o meu pior mal
se, de repente tivesse que te perder!
Continuemos juntos amor...
Nesta longa jornada
que nos foi designada por Deus
Com nossos frutos abençoados
Nesta nossa linda história de amor!
Marília- 02/05/07SP