12 de mai de 2007

E POR FALAR EM RENÚNCIAS...

NOSSO AMOR
Gena Maria

Quantas lembranças boas vivo a relembrar
Ficar sem você foi minha pior escolha
Você apareceu pra mim como um milagre
E chegou de mansinho como quem não quer nada
E foi ficando, se enraizando em meu coração tão carente
e depois de muito amor, veio esta dor
Ter que renunciar a você, ficar sem você...
Hoje não sou nada nesta vida, sou uma folha outonal jogada ao leu
Indagando sem entender o por quê
Sem aceitar esta reviravolta
Você que foi tudo em minha vida, hoje não passa de lembranças
De momentos lindos vividos a sós ou na multidão
Mas, sempre tão perfeitos momentos os nossos
Mas, tive que renunciar a você
e hoje neste quarto a sós em minha solidão
Descobri que não sou nada
Não passo de alguém que amou...
Amou muito em vão!
E me nego a ser indiferente a isso
Não sei como viver sem você, que eu amo tanto!
Que por um acaso apareceu em minha vida
Para se tornar o meu bem mais precioso
E o meu mal maior...
Que é ficar nesta distância vencida
pelo destino que insistiu em nos separar
Para sempre!

Marília - 11/05/07

2 comentários:

Zé Carlos disse...

Oi minha querida amiga poeta.... se esta escolha foi a sua, nunca terá sido a sua "pior escolha" mas apenas a melhor que seu coração poderia fazer, e foi....
Se alguma coisa não deu certo por problemas externos, domésticos, ou da própria vida a qual não conseguimos dominar com mãos de ferro.... tenha certeza de que você carregará com carinho este amor guardado e para que um dia ensine aos seus netos - siga apenas um caminho - o do seu coração.... ele entende de amor....
Bjs do seu amigo e parabéns pelo Dia das Mães..... ZC

Anônimo disse...

Boa noite!!!

parabens, lindo texto...

bjs .
JAiro